sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

Lançamento da obra "A Imagem" de Joel Gomes [Divulgação]


Será amanhã, dia 25 de Outubro, que o escritor Joel Gomes irá apresentar a continuação da obra "Um Cappuccino Vermelho", na Biblioteca Municipal da Moita, pelas 21h30.

Infelizmente não poderei estar presente neste lançamento, mas espero que seja um enorme sucesso. :) Como sabem já me encontro a ler esta obra, pelo que futuramente haverá opinião da mesma no blogue.

Mais informações: Sinopse da obra e o site oficial do escritor.

quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Pré-venda "Os Três" [Divulgação - Saída de Emergência]

Boa tarde a todos. :)

A Saída de Emergência irá lançar amanhã, dia 24 de Outubro, uma das obras que mais curiosidade me suscitaram nos últimos tempos da editora, "Os Três" de Sarah Lotz. A sinopse é muito prometedora e cativante, pelo que aguardo com alguma expectativa a leitura desta obra.


Sinopse: "O dia que nunca será esquecido. O dia em que há quatro acidentes de avião, em simultâneo, em diferentes pontos do globo. E três crianças sobreviveram. 


O mundo vive atordoado com a trágica coincidência. À beira do pânico global, as autoridades são pressionadas a encontrar as causas que motivaram os acidentes. Com terrorismo e desastres ambientais fora da equação, não parece haver uma correlação lógica, tirando o facto de ter havido uma criança sobrevivente em três dos quatro acidentes. 



Intituladas Os Três pela imprensa internacional, as crianças exibem distúrbios de comportamento, presumivelmente causados pelo horror que viveram e pela pressão da comunicação social. Esta pressão torna-se ainda mais intrusiva quando um culto religioso liderado por um ministro fanático insiste que as crianças são três dos quatro profetas do Apocalipse. E se, para mal de toda a Humanidade, ele tiver razão?"



E vocês estão curiosos? Beijinhos e óptimas leituras*

terça-feira, 21 de Outubro de 2014

Últimos lançamentos da Saída de Emergência [Divulgação - Saída de Emergência]

Boa tarde a todos. :)

Hoje trago-vos as últimas novidades da editora Saída de Emergência, mais concretamente das obras "Assassin's Creed - Bandeira Negra" de Oliver Bowden, lançado a 26 de Setembro; e mais recentemente "Noite Silenciosa" de Sherrilyn Kenyon, continuação da saga Predadores da Noite e "Diário de uma Obsessão" de Claire Kendal, ambos no passado dia 10 de Outubro.


Sinopse: "“Estava enfeitiçado pelo homem do capuz. hipnotizado por este agente da morte, que ignorava a carnificina à sua volta, esperando pelo seu momento de atacar” 

Estamos na Era Áurea da Pirataria e o Novo Mundo chama por nós. Edward Kenway é o impetuoso jovem filho de um vendedor de lã. Sonha com ouro e não consegue resistir ao apelo de uma vida de glórias no alto mar. Quando o seu lar é atacado, esta parece ser a sua melhor oportunidade de fugir e Kenway rapidamente se destaca como um dos mais mortíferos corsários do seu tempo.

Mas a ganância, a ambição e a traição seguem-no de perto. Quando surge uma perigosa conspiração que ameaça destruir tudo o que ele ama, Kenway não resiste à sede de justiça.

Embarque nesta aventura sem precedentes! Viva pelos olhos de Edward Kenway a batalha feroz entre Assassinos e Templários, desde as tempestuosas correntes do oceano às exóticas ilhas desconhecidas e prepare-se para sentir o perigo à flor da pele! 

“POR ISSO, DEIXA QUE A BANDEIRA NEGRA NÃO SINALIZE MAIS NADA A NÃO SER A TUA LEALDADE PARA COM AS LIBERDADES NATURAIS DO HOMEM. ESTA É TUA. HASTEIA-A COM ORGULHO.”"


Sinopse: "No mundo dos Predadores da Noite, o inferno está prestes a chegar… 

Stryker já avisou que está a reunir as suas forças. Enquanto o mundo avança inconsciente, Stryker, que lidera um exército de demónios e vampiros, conspira para lançar uma ofensiva contra os seus inimigos — que, infelizmente para nós, incluem toda a raça humana. 

Para vingar a sua irmã, Stryker prepara-se para aniquilar os Predadores da Noite. Mas as coisas começam a correr mal quando o seu inimigo mais antigo regressa. Eis que chega a sua ex-mulher, Zephyra. Precisamente quando achava que nada o poderia parar, vê-se embrenhado numa guerra secular com uma mulher que dá um novo significado à palavra «dor». 

Estão a ser traçadas novas linhas de batalha, enquanto os Predadores da Noite se reúnem para uma novo confronto, numa NOITE SILENCIOSA."


Sinopse: "Os fãs de Gone Girl irão arrepiar-se com este thriller sobre poder e perseguição. 

Clarissa está cada vez mais assustada com o seu colega Rafe. Ele não a deixa em paz e recusa-se a aceitar “não” como resposta. Está sempre presente. 

Ser convocada para ser jurada é um alívio. A sala do tribunal é um abrigo seguro, um lugar onde Rafe não pode estar. Mas à medida que uma narrativa de rapto e violação se desenrola, Clarissa começa a ver paralelismos entre a sua situação e a da jovem na barra das testemunhas. Se quer sobreviver, Clarissa terá que expor o seu perseguidor. Ao desenredar o macabro e perverso conto de fadas que Rafe teceu em torno deles, descobre que o final que ele visiona é mais aterrador do que ela poderia alguma vez imaginar. Mas como é que alguém pode proteger-se de um inimigo que mais ninguém consegue ver?"

Das novidades a que mais me chama à atenção é, sem dúvida, a última obra "Diário de uma Obsessão". E vocês estão curiosos com alguma destas novidades? :)

Beijinhos e boas leituras*

segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

Ligeiramente Casados [Opinião]


Nome: “Ligeiramente Casados”

Autora: Mary Balogh

Nº de Páginas: 336

Editora: Edições ASA

Sinopse: “Como todos os Bedwyn, Aidan tem a reputação de ser arrogante. Mas este nobre orgulhoso tem também um coração leal e apaixonado - e é a sua lealdade que o leva a Ringwood Manor, onde pretende honrar o último pedido de um colega de armas. Aidan prometeu confortar e proteger a irmã do soldado falecido, mas nunca pensou deparar com uma mulher como Eve Morris. Ela é teimosa e ferozmente independente e não quer a sua proteção. O que, inesperadamente, desperta nele sentimentos há muito reprimidos. A sua oportunidade de os pôr em prática surge quando um parente cruel ameaça expulsar Eve de sua própria casa. Aidan faz-lhe então uma proposta irrecusável: o casamento, que é a única hipótese de salvar o lar da família. A jovem concorda com o plano. E agora, enquanto toda a alta sociedade londrina observa a nova Lady Aidan Bedwyn, o inesperado acontece: com um toque mais ousado, um abraço mais escaldante, uma troca de olhares mais intensa, o "casamento de conveniência" de Aidan e Eve está prestes a transformar-se em algo ligeiramente diferente...”

Opinião: Mary Balogh cresceu em Gales, local que estimulou a sua imaginação graças às suas paisagens, música e lendas. Quando se mudou para o Canadá começou a escrever os seus romances, que já venderam mais de 4 milhões de exemplares em todo o mundo.

Em “Ligeiramente Casados”, primeiro volume da saga Bedwyn Saga, encontramo-nos em 1814 e conhecemos Aidan Bedwyn que, após fazer uma promessa a um soldado no seu leito de morto, se dirige Ringwood Manor para proteger a irmã do mesmo, Eve Morris. Contudo, a missão de Aidan mostra ser mais difícil do que pensou inicialmente, uma vez que esta é deveras independente e teimosa, o que a leva a rejeitar qualquer ajuda e protecção que Aidan possa querer oferecer. Até que uma reviravolta na vida de Eve a leva a perceber que poderá perder tudo o que dá importância, todas as pessoas que vivem consigo, os empregados, que considera amigos, e dois órfãos que são como filhos para ela, o que levará a aceitar a única forma de salvar a casa, casar-se com Aidan Bedwyn.

Desta autora já havia lido um livro “Uma noite de amor”, prequela da saga Bedwyn, que me havia agradado, pelo que foi com curiosidade que comecei este volume. Confesso que tal como aconteceu no anterior volume que li da escritora, continuo a considerar que a obra peca um pouco pela forma repentina como o amor surge entre o casal da trama, pois não sentimos verdadeiramente o amor florescer, o que pessoalmente é dos aspectos que menos aprecio neste género de obras. Todavia, tirando este aspecto, penso que a autora nos presenteia com uma fluidez narrativa excelente, que nos prende do princípio ao fim à história, em que ficamos desejosos por saber se Aidan e Eve vão realmente ficar juntos, se Eve conseguirá ou não manter a sua casa e todos aqueles que considera como sua família.

Outro aspecto que me cativou na obra foi a importância dada às pessoas, às relações humanas e o facto de a autora não criar pessoas perfeitas tanto psicológica como fisicamente, mas reais. Eve cativou-me pela sua personalidade forte, pela forma como defendia afincadamente os seus ideais e opções, mas essencialmente pela forma pura como encarava as pessoas, não de forma ingénua, mas vendo, por outro lado, para além das aparências, observando a verdadeira essência das mesmas. Relativamente ao Aidan mostrou ser um homem integro, com um sentido de justiça e lealdade bastante vincado, o que torna simples para o leitor sentir-se apegado ao mesmo.

Numa escrita fluída e cativante, Mary Balogh presenteia-nos, deste modo, com um romance de época repleto de lealdade e amor, polvilhado com alguma traição e intriga, que certamente agradará aos amantes deste género de obras.

Frases a reter: “Nem sempre podemos esconder-nos da vida. (…) É melhor nem sequer tentar e encarar simplesmente o que precisa de ser encarado.” (P.304)

Avaliação: 3/5 (Gostei!)


Outras obras da escritora, com opinião no blogue: