quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

"Every Day" de David Levithan [Opinião]


Nome: “Every Day”

Autor: David Levithan

Nº de Páginas: 322

Editor: Knopf Books for Young Readers

Sinopse: “Every day a different body. Every day a different life. Every day in love with the same girl.

There’s never any warning about where it will be or who it will be. A has made peace with that, even established guidelines by which to live: Never get too attached. Avoid being noticed. Do not interfere.

It’s all fine until the morning that A wakes up in the body of Justin and meets Justin’s girlfriend, Rhiannon. From that moment, the rules by which A has been living no longer apply. Because finally A has found someone he wants to be with—day in, day out, day after day.”

Opinião: David Levithan nasceu em 1972, em New Jersey e é editor de ficção para crianças. A sua primeira obra no género YA, “Boy Meets Boy”, foi lançada em 2003, uma história que conta com dois personagens homossexuais. “Every Day” é a sua décima obra e foi originalmente publicada em 2012, contando com inúmeros prémios literários.

A todos os dias acorda num novo corpo, desconhecendo quem é ou o que é, tendo sido o próprio a denominar-se por esta inicial. Devido a esta mudança incessante de corpo e de vida, este hospedeiro descobriu nos seus 16 anos de existência que não se pode envolver nas vidas das pessoas que o acolhem durante aquele dia, de modo a não se apegar, uma vez que nunca se encontra no mesmo corpo duas vezes. Contudo, um dia acorda no corpo de um jovem chamado Justin e conhece a sua namorada Rhiannon por quem se apaixona. Como irá A gerir esta situação, uma vez que nunca está no mesmo corpo duas vezes?

Esta obra já me tinha sido recomendada e as opiniões fantásticas não me deixaram de forma alguma indiferente, pelo que foi com interesse que comecei esta leitura. Considerei interessante a particularidade do hospedeiro, idealizada pelo autor, que, embora não seja deveras original, se torna cativante e contém algumas particularidades interessantes, como, por exemplo, o facto de A não poder encontrar-se no mesmo corpo duas vezes e de só acordar numa pessoa que tenha a sua idade. Outro aspecto que me cativou, centrou-se no facto de a obra conter algum romance, mistério e algumas mensagens importantes.

Relativamente às personagens, terei de destacar A, pela sua profundidade, carisma, pela sua bondade e forma de ver o mundo. Tornou-se interessante constatar que todas as vidas que ocupava durante um dia lhe transmitiram lições e o tornaram num ser melhor.

Numa narrativa cativante e enternecedora, David Levithan apresenta-nos uma história cativante, que concilia na perfeição romance, drama e algum mistério que certamente deliciará os apreciadores do género YA.

Em suma, “Every Day” foi uma obra que me agradou bastante, pela sua história cativante e história de amor improvável, pelo que aguardo com expectativa a continuação desta obra “Another Day”, que se espera que seja publicada em Agosto de 2015. Para os interessados na obra, que não lêem em inglês ou preferem ler em Português,  "Every Day" será traduzido para português através da editora Topseller, notícia que recebo com alegria e, se tiver oportunidade, fará, sem dúvida, parte da minha estante, uma vez que li este volume em ebook.


Avaliação: 4/5 (Gostei Bastante!)

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

TAG "Big Books" [TAG à Quinta]

Esta TAG, destinada a mostrar os cinco maiores livros que já lemos e os três maiores que queremos ler que se encontrem na nossa estante, foi criada pelo canal 1book1review, mas vi-o inicialmente no blogue da Patrícia, Chaise Longue.

Os cinco maiores livros que já li:


*Opinião* (966 páginas)


(753 páginas)


*Opinião em breve* (750 páginas)


*Opinião* (670 páginas)


*Opinião* (611 páginas)

Os três maiores livros que tenho na estante por ler:


(784 páginas)


(734 páginas)


(715 páginas)

E vocês lêem muitos livros grandes? Da minha lista, estão curiosos com algum?

Beijinhos e boas leituras*

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Desafios Literários 2014 [Resultado]

No Balanço de 2014 mencionei que os meus desafios literários do ano passado não tinham corrido muito bem, mas ainda não tinha partilhado convosco os que consegui cumprir, pelo que hoje venho mostrar-vos os resultados.

1 - Desafio Diversidade Literária
Relativamente ao primeiro desafio que me propôs, foi originalmente criado pela Catarina do blogue Sonhar de Olhos Abertos e consistia em ler obras de vários géneros literários, ou seja, uma categoria por mês, e correu mais ou menos. Consegui cumprir até Maio, mas depois desse mês não correu tão bem. No mês de Junho adiei a leitura porque não tinha nenhum livro infantil e depois como andava a ler muito pouco nos restantes meses, confesso, que deixei um pouco de lado este desafio e não consegui cumprir 4 categorias.

Janeiro: Fantasia"As Brumas de Avalon - A Senhora da Magia" de Marion Zimmer Bradley

"O Despertar das Trevas" de Karen Chance
Fevereiro: Romance histórico

"A Grande Revelação" de Julia Quinn
Março: Policial/mistério

"Perfume" de Patrick Süskind
Abril: Ficção científica

"Insurgente" de Veronica Roth (começado em Abril terminado em Maio)
Maio: Romance contemporâneo

"P.S. Eu Amo-te" de Cecilia Ahern

Junho: Livro infantil

Julho: Chick-lit
"Tenho o teu número" de Sophie Kinsella
"Emmi e Leo - A Sétima Ond@" dw Daniel Glattauer
"Apaixonada por um Milionário" de Ruth Cardello

Agosto: Thriller/Aventura

Setembro: Young adult (YA)

Outubro: Terror

Novembro: "Conto de fadas" /Lendas/Mitos
"Devoured" de Amanda Marrone (não sei bem se pode ser considerado nesta categoria, mas é uma adaptação da história da "Bela Adormecida").

Dezembro: Livre


2 - Desafio "Book 2 Movie" 2014 

Este desafio também foi criado pela Catarina e consistia em ler livros que tivessem adaptações cinematográficas. Além deste desafio desafiei-me a ver também o filme respectivo. 

Na altura desafiei-me a ler quatro livros e efectivamente consegui, contudo só vi a adaptação cinematográfica de um dos livros, "P. S. Eu Amo-te" de Cecelia Ahern e confesso que foi a primeira vez que considerei o filme melhor que o livro.


1 - "As Brumas de Avalon" de Marion Zimmer Bradley;
2 - "As Vantagens de Ser Invisível" de Stephen Chbosky;
3 - "Perfume" de Patrick Süskind;
4 - "P.S. Eu Amo-te" de Cecelia Ahern


3 - Mount TBR Reading Challenge 2014

Este desafio foi criado pelo blogue My Reader's Block e consistia em ler obras que tenhamos adquirido antes de 1 de Janeiro de 2014, com o intuito de diminuir a pilha de livros por ler, pelo que não se poderão reler livros e são igualmente proibidos livros aúdio, livros da biblioteca, etc. Poderão consultar as regras neste link.


Na alura elegi o nível "
Mount Blanc: Read 24 books from your TBR pile/s" e felizmente consegui cumprir o objectivo, como podem observar posteriormente.



  1. "As Brumas de Avalon - A Senhora da Magia" de Marion Zimmer Bradley
  2. "Antes de Vos deixar" de Lauren Oliver
  3. "O Despertar das Trevas" de Karen Chance
  4. "Na Sombra da Noite" de J. R. Ward
  5. "Aposta Indecente" de Matilda Wright
  6. "Tigana - A Lâmina na Alma" de Guy Gavriel Kay
  7. "As Vantagens de Ser Invisível" de Stephen Chbosky
  8. "Insurgente" de Veronica Roth
  9. "P.S. Eu Amo-te" de Cecilia Ahern
  10. "Ligeiramente Casados" de Mary Balogh
  11. "Teu Para Sempre" de W. Bruce Cameron
  12. "Bisturi" de Paul Carson
  13. "O Perfume: História de um Assassino" de Patrick Süskind
  14. "Every Day" de David Levithan
  15. "Tenho o teu núm3ro" de Sophie Kinsella
  16. "Emmi e Leo - A Sétima Ond@" de Daniel Glattauer
  17. "Falling into you" de Jasinda Wilder
  18. "Destroy Me" de Tahereh Mafi
  19. "Apaixonada por um Milionário" de Ruth Cardello
  20. "Casamento por Conveniência" de Jennifer Probst
  21. "Harry Potter e a Ordem da Fénix" de J. K. Rowling
  22. "Harry Potter e o Príncipe Misterioso" de J. K. Rowling
  23. "Ligeiramente Perverso" de Mary Balogh
  24. "Na Sombra do Dragão" de J. R. Ward
  25. "Devoured" de Amanda Marrone
  26. "Entre o Agora e o Nunca" de J.A. Redmerski

4 - 2014 Finishing the Series Reading Challenge

Este desafio tinha como intuito concluir sagas iniciadas e os livros podiam ser em qualquer formato, podendo as sagas serem alteradas ao longo do ano. Neste desafio existiam três níveis, terminar uma série, terminar duas e terminar três ou mais séries. No ano passado desafiei-me a terminar três sagas e fui deveras ambiciosa, de tal modo que não terminei qualquer saga das inúmeras que tenho iniciadas, pelo que foi uma desafio que correu efectivamente muito mal.

Assim termina o balanço dos meus desafios literários de 2014 e sinceramente quando comecei a realizar este post pensei que tinha corrido pior, do que o que realmente aconteceu. 

E vocês desafiaram-se a realizar algum destes desafios? Correram bem? E este ano, como estamos de desafios?

Beijinhos e até à próxima. :)