quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

"Every Day" de David Levithan [Opinião]


Nome: “Every Day”

Autor: David Levithan

Nº de Páginas: 322

Editor: Knopf Books for Young Readers

Sinopse: “Every day a different body. Every day a different life. Every day in love with the same girl.

There’s never any warning about where it will be or who it will be. A has made peace with that, even established guidelines by which to live: Never get too attached. Avoid being noticed. Do not interfere.

It’s all fine until the morning that A wakes up in the body of Justin and meets Justin’s girlfriend, Rhiannon. From that moment, the rules by which A has been living no longer apply. Because finally A has found someone he wants to be with—day in, day out, day after day.”

Opinião: David Levithan nasceu em 1972, em New Jersey e é editor de ficção para crianças. A sua primeira obra no género YA, “Boy Meets Boy”, foi lançada em 2003, uma história que conta com dois personagens homossexuais. “Every Day” é a sua décima obra e foi originalmente publicada em 2012, contando com inúmeros prémios literários.

A todos os dias acorda num novo corpo, desconhecendo quem é ou o que é, tendo sido o próprio a denominar-se por esta inicial. Devido a esta mudança incessante de corpo e de vida, este hospedeiro descobriu nos seus 16 anos de existência que não se pode envolver nas vidas das pessoas que o acolhem durante aquele dia, de modo a não se apegar, uma vez que nunca se encontra no mesmo corpo duas vezes. Contudo, um dia acorda no corpo de um jovem chamado Justin e conhece a sua namorada Rhiannon por quem se apaixona. Como irá A gerir esta situação, uma vez que nunca está no mesmo corpo duas vezes?

Esta obra já me tinha sido recomendada e as opiniões fantásticas não me deixaram de forma alguma indiferente, pelo que foi com interesse que comecei esta leitura. Considerei interessante a particularidade do hospedeiro, idealizada pelo autor, que, embora não seja deveras original, se torna cativante e contém algumas particularidades interessantes, como, por exemplo, o facto de A não poder encontrar-se no mesmo corpo duas vezes e de só acordar numa pessoa que tenha a sua idade. Outro aspecto que me cativou, centrou-se no facto de a obra conter algum romance, mistério e algumas mensagens importantes.

Relativamente às personagens, terei de destacar A, pela sua profundidade, carisma, pela sua bondade e forma de ver o mundo. Tornou-se interessante constatar que todas as vidas que ocupava durante um dia lhe transmitiram lições e o tornaram num ser melhor.

Numa narrativa cativante e enternecedora, David Levithan apresenta-nos uma história cativante, que concilia na perfeição romance, drama e algum mistério que certamente deliciará os apreciadores do género YA.

Em suma, “Every Day” foi uma obra que me agradou bastante, pela sua história cativante e história de amor improvável, pelo que aguardo com expectativa a continuação desta obra “Another Day”, que se espera que seja publicada em Agosto de 2015. Para os interessados na obra, que não lêem em inglês ou preferem ler em Português,  "Every Day" será traduzido para português através da editora Topseller, notícia que recebo com alegria e, se tiver oportunidade, fará, sem dúvida, parte da minha estante, uma vez que li este volume em ebook.


Avaliação: 4/5 (Gostei Bastante!)

Sem comentários:

Publicar um comentário